sair

Tecle enter ou retorno para busca

Ficar em Casa Durante a Pandemia - 10 Etapas para Lidar com o Isolamento.


 

 

Ficar em casa durante a pandemia - 10 etapas para lidar com o isolamento.

Traduzido da Revista: Psychologytoday, escrito por Robert L. Leahy Ph.D no dia 18/03/2020 e adaptado por Antônio Fontes Novaes. 

https://www.psychologytoday.com/us/blog/anxiety-files/202003/staying-home-during-the-pandemic


Muitos de nós decidimos sabiamente ficar em casa e evitar multidões devido ao risco de pegar o vírus ou infectar acidentalmente outras pessoas. Você pode se sentir isolado, deprimido, entediado, preocupado e sem esperança, mas você não está sozinho. Estamos passando por uma experiência traumática global em que muitas pessoas acreditam que suas vidas estão ameaçadas iminentemente, que a economia entrará em colapso, nunca se recuperará e que a vida nunca mais será a mesma.

O principal a se ter em mente é que na verdade não sabemos o que acontecerá, mas sabemos que um enorme esforço nacional e mundial está em andamento para tentar conter a disseminação e diminuir os efeitos. Estamos no estágio inicial e nunca saberemos o que o próximo mês ou dois trará até que chegue a hora. Enquanto isso, estamos todos juntos em uma emergência mundial. Nos pediram para reduzir nossas interações sociais, nos distanciar e, em alguns casos, ficar em casa.

Sabemos que o isolamento e a passividade são os ingredientes perfeitos para a depressão. É possível que você acorde de manhã, preocupado, ansioso e deprimido e pense que não há nada a fazer e que você está completamente isolado. Como você pode lidar com esse período indefinido de ficar em casa?

1. Equilibre seus sentimentos.

Muitas vezes sentimos que não podemos tolerar nossas emoções desagradáveis ??- que deveríamos estar lidando melhor. É como se sentir mal por se sentir mal. Mas é normal sentir-se ansioso, com medo, desamparado e oprimido ao lidar com uma situação traumática dessa proporção. Isso é um trauma. Todos temos medo de que coisas horríveis aconteçam às pessoas que conhecemos e a nós mesmos. Você não é um robô. Você tem o direito de se sentir mal. Mas você também tem o direito de fazer o possível para se sentir menos mal - até para se sentir melhor às vezes. Então, vamos trabalhar no que podemos controlar - e perceber que não podemos controlar o que não sabemos.

2. Entre em contato com amigos e familiares.

Só porque você está “fechado” não significa que você está “desligado.” Faça uma lista de amigos - mesmo as pessoas com quem você não teve contato nos últimos anos. Pense nos membros da família - faça uma lista deles também. Em seguida, comece a enviar mensagens de texto para algumas delas com as quais você gostaria de entrar em contato. Ligue para as pessoas e converse com elas, esta experiência muito simples pode ser realmente animadora. Além disto, as plataformas de vídeo também são muito úteis, use o Skype ou o Zoom ou outros serviços gratuitos para se aproximar de pessoas que você não pode ver pessoalmente.

3. Programe atividades diárias.

Só porque você está em casa não significa que não há nada a fazer. Faça uma lista das coisas que você pode fazer durante o dia seguinte, lembrando das pendencias que você tinha que resolver e está procrastinando. Na noite anterior, tente fazer uma lista para o dia seguinte. Assim quando acordar, já sabe que há coisas para fazer naquele dia, lhe dando um propósito a cada hora, uma sensação de eficácia e ajudando a distraí-lo de suas preocupações. No final do dia, olhe para a sua lista de tarefas e marque o que você fez e como foi ter feito. Se houver itens que você não fez, coloque-os na lista para amanhã. Faça uma lista para a próxima semana, mês e dois meses. Essa é uma técnica clássica da TCC chamada “Agendamento de atividades e Ativação comportamental”. Quanto mais você faz, mais se mantém ocupado e melhor se sentirá.

4. Veja isso como oportunidade de tempo livre.

 Você provavelmente está familiarizado com a sensação de que nunca tem tempo suficiente para fazer o que deseja. Mas agora você tem bastante tempo. É claro que, realisticamente, você não poderá fazer muitas coisas de que gostava de fazer no passado. Mas tente pensar nisso como um momento sabático - você está sozinho para fazer o que escolhe fazer por algumas semanas. (Não sabemos, é claro, quanto tempo precisaremos fazer isso.) Mas esta é sua hora de fazer o que você deseja fazer. Então, use-o com sabedoria. Ruminar e se preocupar não vai ajudar. Volte à sua lista de coisas a fazer. Faça elas.

5. Faça o que você tem adiado.

Esse é um ótimo momento para identificar as tarefas que está adiando. Faça uma lista de procrastinação e comece a trabalhar nela. Podem ser tarefas domésticas, reorganizar armários, organizar seu apartamento ou casa, entrar em contato com pessoas com as quais você perdeu contato, fazer cursos online, estudar.

6. Fazer exercícios.

Existem vários vídeos no youtube que podem servir como seu personal trainer para ajudar a fazer exercícios em sua casa. Você não precisa de uma academia sofisticada para se exercitar. Você pode fazer ioga, abdominais e outros exercícios em casa. Aumentando a sua pulsação, pressionando-se um pouco mais, você ajudará seu corpo a liberar endorfinas que te deixaram com um humor melhor. Vá em frente!

7. Coma e beba de forma saudável.

Quando estamos estressados, nos alimentamos mal, comemos demais, procuramos por fast food, bebemos demais. Fique de olho nesse problema. De fato, por que não dedicar esse tempo a ficar realmente saudável? Pense nisso como um retiro, um spa, um momento saudável em que você planejará suas refeições e limitará ou até eliminará a bebida. Outra oportunidade que você tem agora é cozinhar de forma criativa. Você pode experimentar novas receitas. Existem várias na internet. Pense até um voltar ao básico que seus avós conheciam - como fazer seu próprio pão, sopas saudáveis ??e outras coisas criativas e deliciosas para o seu menu caseiro.

8. Faça uma lista de leitura e vídeos.

É maravilhoso que você possa acessar muitos livros gratuitos por meio de sua biblioteca pública - você pode fazer o download de e-books e audiolivros gratuitamente. Existem várias plataformas públicas que estão oferecendo materiais gratuitos. Agora é a hora de ser absorvido por uma boa leitura - algo que não está relacionado às pandemias. Além disto, abra sua plataforma de vídeos como netflix e procure uma boa série para maratonar e te tirar do tédio.

9. Apoie alguém que está passando por um momento difícil.

Estamos juntos nisso e precisamos nos apoiar. Uma maneira de se sentir conectado é verificar quem está passando por um momento especialmente difícil - talvez alguém que mora sozinho ou alguém que esteja propenso a depressão e ansiedade. Fazer essa ligação ou enviar um texto para ver como eles estão fazendo pode fazer com que alguém se sinta menos isolado. E você se sentirá melhor fazendo isso. Na maior parte das vezes, quando ajudamos alguém, damos a maior ajuda a nós mesmos.

10. Desafie sua falta de esperança.

Precisamos levar essa pandemia a sério, porque pessoas realmente vão morrer. Mas não sabemos qual será o futuro. Mas, mesmo assim, leve a sério, seguindo as diretrizes que o governo está passando. É possível que as coisas diminuam ou que o vírus não seja tão fatal quanto agora acreditamos. Nós não sabemos. Mas, em vez de tentar prever o futuro, tente se concentrar hoje e na próxima semana. Não use suas emoções para prever como será a vida no próximo mês. Sabemos que as coisas melhoraram significativamente nas últimas semanas na China. Talvez isso possa acontecer para nós também.

 

 

 

2020-03-20

Plenamente Online

Informe seu e-mail* e receba nossos boletins

*Solicitaremos a confirmação na tela seguinte.
**Nunca usaremos suas informações para envio de spam