sair

Tecle enter ou retorno para busca

Cérebro ansioso é transmitido de pai para filho


Pais que sofrem de transtornos de ansiedade têm mais chances de ter filhos com temperamento extremamente ansioso. Uma pesquisa publicada no periódico científico "PNAS" revelou ainda as regiões do cérebro que estão relacionadas à transmissão do distúrbio.

Os médicos estimam em aproximadamente 35% a contribuição genética na probabilidade de uma criança desenvolver um transtorno do tipo. O novo estudo mostrou que existe uma correlação entre a herança genética e o metabolismo de um circuito presente no cérebro, que possivelmente interfere nos riscos para o desenvolvimento da doença.

O experimento foi conduzido em uma linhagem de 592 macacos juvenis da espécie Macaca mulatta, mais conhecidos como rhesus.

Eles são frequentemente usados em pesquisas devido à proximidade entre a sua linhagem e a dos humanos. O fator Rh, por exemplo, que define se o tipo sanguíneo é "positivo" ou "negativo", foi identificado primeiramente nesses primatas e, por isso, leva uma abreviação do nome da espécie.

Liderado por Andrew Fox, da Universidade de Wisconsin (EUA), o grupo de pesquisadores acompanhou o comportamento e as imagens do cérebro dos animais em situação de perigo, além de medir reações fisiológicas, como a liberação de substâncias ligadas ao estresse.

De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), distúrbios de ansiedade afetam centenas de milhões de pessoas no mundo. As crianças que herdam o temperamento excessivamente ansioso são mais propícias a desenvolverem outros problemas graves na vida adulta, como depressão e dependência química.

AMANDA NOGUEIRA e NAÍLA COSTA  

 

fonte: http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/2015/08/1667974-cerebro-ansioso-e-transmitido-de-pai-para-filho-mostra-estudo.shtml

 

 

 

 

 

2015-08-16

Informe seu e-mail e receba nossos boletins

*Nunca usaremos suas informações para envio de spam