Página Inicial

O que é psicoterapia psicodinâmica e como ela pode ajudar. Maria Alice Fontes

Todas as pessoas enfrentam, em algum momento da vida, dificuldades que afetam suas emoções, e consequentemente suas atitudes ou até mesmo sua saúde física. Essas dificuldades podem se apresentar em variados campos: problemas conjugais, medo intenso, ansiedade, depressão, dificuldades sexuais, sentimento de inferioridade, uso de drogas, agressividade, estresse, acometimento de doença física, etc. Enfim, há um número infinito de situações, pensamentos e sentimentos que podem desencadear a necessidade de um acompanhamento psicológico profissional do indivíduo.

 

Em muitos casos a pessoa é capaz de reconhecer que existe um problema, que sua relação consigo mesma e com os outros está prejudicada, porém não consegue mudar essa situação. Por alguma razão ela se sente impedida de agir contrariamente aos seus sentimentos negativos, colocando-se assim num padrão persistente de pensamentos, sentimentos e comportamentos disfuncionais, ou seja, que causam algum prejuízo para sua vida.

 

Mas como surgem esses problemas? Podemos chamá-los de sintomas, que são o reflexo de uma defesa do indivíduo. A defesa é um fenômeno interno que protege a pessoa de experiências desagradáveis, como a rejeição, a humilhação, ou qualquer outra situação que possa afetar sua auto-estima. Entretanto, quando essas defesas falham, o indivíduo necessita descobrir novas estratégias para lidar com seus sentimentos. É daí que surgem os novos comportamentos, como por exemplo, a ansiedade, doenças psicossomáticas, evitação social, agressividade, entre muitos outros. Com o passar do tempo, a vida do indivíduo é tomada por esses novos padrões com tamanha intensidade, que ele (ou pessoas próximas) começa a identificá-los como sintomas de algum problema maior. Em muitos casos, a falha das defesas é tão crônica que pode levar o sujeito a um transtorno psiquiátrico importante.

 

 

Embora o sujeito seja capaz de reconhecer os sentimentos ligados à defesa (medo ou culpa, por exemplo), ele não consegue identificar o motivo pelo qual os manifesta já que estes são formações do inconsciente. A forma como alguém interage com o mundo, o que faz, o que pensa e a maneira como expressa seus sentimentos, depende exclusivamente de sua personalidade.

 

Personalidade é um padrão persistente de sentimentos, pensamentos e comportamentos do indivíduo em relação ao mundo e a si mesmo, desenvolvida principalmente durante a infância através das relações parentais. Se o sujeito possuir esses padrões de forma disfuncional, estará muito mais propenso a apresentar falha em suas defesas, e consequentemente surgirão os sintomas.

 

Deve-se procurar ajuda de um profissional de saúde mental quando o indivíduo perceber que prejuízos estão ocorrendo em sua vida, exatamente porque ele não está conseguindo modificar a forma como “funciona” perante o mundo, ou seja, sua dinâmica.

 

A psicoterapia, ou tratamento psicológico, é um processo que tem como objetivo a expressão e a elaboração de sintomas e sentimentos, com a conseqüentemente a mudança no padrão de resolução dos conflitos do sujeito. A psicoterapia favorece o auto-conhecimento, possibilitando ao indivíduo a reflexão sobre diversos aspectos de sua vida, adquirindo maior fortalecimento para tomar atitudes de mudança e lidar melhor com seus próprios sentimentos.

 

O processo psicodinâmico é baseado em métodos e técnicas que se utiliza principalmente da escuta terapêutica, ou seja, da fala do paciente sobre si mesmo, sua vida. A intervenção, ato ou interpretação do analista parte sempre do que foi trazido pelo paciente, da análise dos sintomas. Um processo de psicoterapia psicodinâmica não deve ser baseado no aconselhamento ou no juízo de valor do analista, ele pretende fazer com que o paciente alcance níveis mais elevados de elaboração a respeito de si mesmo e dos seus sintomas.

 

A frequência das sessões de psicoterapia deve ser no mínimo uma vez por semana, podendo ocorrer variações de acordo com cada caso, pois cada um possui individualidades – características peculiares de enfrentamento. Também não é possível determinar previamente quanto tempo será necessário para que a psicoterapia chegue ao seu objetivo final, mas alguns autores apontam que com seis meses de tratamento já é possível verificar mudanças importantes, o que já podem favorecer o restabelecimento da saúde psicológica.

 

Além da psicoterapia individual para crianças e adultos, existem outras modalidades: psicoterapia de casal, de grupo e de família. O tipo de modalidade será definido após uma avaliação minuciosa feita pelo psicólogo.

 

Embora o psicólogo e o psiquiatra sejam profissionais de saúde mental, existem diferenças entre suas funções, principalmente no tocante á formação profissional. O psicólogo tem formação em Psicologia, obrigatoriamente deve ser cadastrado no Conselho Regional de Psicologia da região na qual exerce seu trabalho, e especializa-se na área de sua escolha. Já o psiquiatra cursou Medicina e especializa-se em psiquiatria. O trabalho do psicólogo tem seu enfoque nas emoções, nas relações e no comportamento do ser humano, enquanto o psiquiatra é o profissional que pode prescrever medicamentos e pode avaliar as reações químicas das emoções e as possíveis causas orgânicas dos transtornos psiquiátricos. O ideal é que esses dois profissionais caminhem juntos objetivando a melhoria da qualidade de vida o paciente no menor espaço de tempo possível. Nem todas as pessoas que procuram a psicoterapia necessitam de uma intervenção medicamentosa, porém uma mínima parcela dos pacientes que fazem uso de medicação se recupera sem uma intervenção psicológica.

 

Antes de procurar um profissional, o paciente deve buscar informações sobre o mesmo, levando em consideração sua formação, a referência ou indicação de alguém, e principalmente a empatia. Sabe-se que a eficácia de boa parte dos resultados obtidos na psicoterapia se dá através da relação terapêutica, assim a empatia ocupa um espaço fundamental nesse processo.

 


 

Referências bibliográficas

http://www.aboutpsychotherapy.com

 

 

 

http://www.gapsi.com.br

 

 

 

http://www.geocities.com/psicoacess/psicoterapia.htm

 

 

 

http://www.psicoterapia.psc.br/scarpato/

2006-03-22 00:00:00

Profissionais relacionados

Assine nosso Informativo

Cadastre-se gratuitamente e receba nossos Boletins:
CRP/SP: 3605/J
R. João da Cruz Melão 443, Morumbi, SP (mapa)
© 2017. Clínica Plenamente.
O conteúdo deste site é protegido pela Lei de direitos autorais (Lei nº 9.610/1998), sendo vedada a sua reprodução, total ou parcial, a partir desta obra, por qualquer meio ou processo eletrônico, digital, ou mecânico (sistemas gráficos, microfílmicos, fotográficos, reprográficos, de fotocópia, fonográficos e de gravação, videográficos) sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais.