Página Inicial

O que é reserva cognitiva? Selma Boer, Maria Alice Fontes

O avanço dos recursos técnico-científicos na área médica tem elevado a qualidade de vida das pessoas, e consequentemente provocado um aumento da longevidade. No entanto, com o envelhecimento da população, nos deparamos cada vez mais com doenças neurodegenerativas e as demências, como a Doença de Alzheimer, Parkinson, entre outros.

Nos últimos anos, foram feitas descobertas importantes no campo das neurociências para elevar a qualidade de vida da população, principalmente dos idosos, já que eles são muito suscetíveis aos quadros demenciais. Em suas pesquisas, os neurocientistas descobriram que assim como o corpo pode desenvolver reserva de gordura ao longo dos anos, pode  também manter uma reserva cognitiva que adiaria os sintomas dos quadros degenerativos e do envelhecimento.

O que é reserva cognitiva (RC)?
A RC é a capacidade do cérebro de armazenar por períodos prolongados as habilidades que foram adquiridas ao longo da vida e de resistir aos prejuízos de um quadro demencial, evitando o surgimento de sintomas clínicos significativos no início da doença. Sabe-se que as doenças neurodegenerativas são progressivas; no entanto a RC permite que o progresso da doença seja bem mais lento do que o habitual.

A RC previne a Doença de Alzheimer?
Não, pois as causas da doença ainda não foram totalmente esclarecidas. A RC diminui os prejuízos causados pela doença; existem as dificuldades de memória, mas os sintomas são mais amenos do que numa pessoa sem uma RC.

Como desenvolvemos a RC?
Há a hipótese de que pessoas com maiores habilidades cognitivas apresentam mais chances de ter uma RC. O nível de escolaridade, além da capacidade intelectual, o tipo de trabalho que a pessoa exerceu ao longo da vida contribui para o desenvolvimento da RC, por exemplo, atividades ocupacionais que exigem o raciocínio, o esforço intelectual e a exposição aos desafios. Quando um indivíduo se expõe a uma tarefa desafiadora, cria-se uma série de conexões entre os neurônios, e essa estimulação neuronal, desenvolve, ao longo do tempo, uma boa RC. Outros aspectos do estilo de vida podem aumentar a RC, tornando o cérebro mais resistente, como o nível educacional, os exercícios físicos, as atividades de lazer e os relacionamentos sociais; pesquisas revelam que a solidão acelera o envelhecimento cognitivo e favorece o surgimento das demências.

Como e quando devemos iniciar a estimulação para criarmos uma RC?
A estimulação deve começar o mais cedo possível. Ainda na infância podemos incentivar nossas crianças a desafios próprios para sua idade, através de jogos, brincadeiras, prática de esportes, motivá-las para a leitura e a cultura no geral. Ensinar às crianças hábitos mais saudáveis, fará com que na fase adulta elas tenham escolhas saudáveis, criando uma RC capaz de oferecer uma qualidade de vida melhor na velhice. Na terceira idade é importante que as atividades cognitivas sejam mantidas o máximo possível, pois o cérebro continua a ser estimulado continuamente e a RC é preservada.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Stern Y. Cognitive Reserve and Alzheimer Disease. Alzheimer Dis Assoc Disord, 20 (2): 112-117, 2006.

Whalley LJ et al. Cognitive reserve. Ageing Research Reviews, 3: 369-382, 2004

http://www.neurociencias.org.br  

2009-05-11 00:00:00

Profissionais relacionados

Temas relacionados

Notícias relacionadas

Assine nosso Informativo

Cadastre-se gratuitamente e receba nossos Boletins:
CRP/SP: 3605/J
R. João da Cruz Melão 443, Morumbi, SP (mapa)
© 2017. Clínica Plenamente.
O conteúdo deste site é protegido pela Lei de direitos autorais (Lei nº 9.610/1998), sendo vedada a sua reprodução, total ou parcial, a partir desta obra, por qualquer meio ou processo eletrônico, digital, ou mecânico (sistemas gráficos, microfílmicos, fotográficos, reprográficos, de fotocópia, fonográficos e de gravação, videográficos) sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais.