Página Inicial

Mau comportamento e agressividade na infância. Susan Meire Mondoni, Maria Alice Fontes

Agressividade e mau comportamento na infância significam sempre má educação?
Não, muitas crianças agressivas ou com mau comportamento apresentam, na realidade algum grau de sofrimento psíquico.  O mau comportamento é uma das maneiras mais comuns das crianças manifestarem tristeza, medo, ansiedade, inveja, baixa auto-estima, ou sofrimentos psíquicos de outra natureza.


Por que comportar-se mal é a maneira mais comum das crianças manifestarem sofrimentos de ordem psíquica e/ou emocional?
Na maioria das vezes, as crianças ainda não conseguem verbalizar seu sofrimento. Por estarem em desenvolvimento, às crianças ainda não possuem linguagem e pensamento suficientemente amadurecidos para expressar o que sentem. Com isso, é freqüente que crianças tenham muito mais manifestações corporais do que verbais, principalmente devido à imaturidade do sistema nervoso e emocional.


Existiria um tipo de comportamento esperado de acordo com o sofrimento emocional enfrentado por uma criança?
Não, as crianças podem apresentar diversos tipos de comportamento: tornarem-se agressivas, terem queda em seu rendimento escolar ou mesmo mudarem sua “personalidade” em decorrência de um estresse emocional ou de um transtorno psiquiátrico mais sério. Os efeitos e os graus de mudança de comportamento serão diferentes dependendo de cada criança.


Crianças pequenas podem ser vítimas de transtornos mentais?
Sim, ao contrário do que se pensava, os transtornos mentais podem iniciar-se já na fase infantil, podendo ter efeitos devastadores na vida futura do indivíduo.


Existe tratamento para o transtorno mental na infância?
O tratamento dos transtornos mentais requer, muitas vezes, abordagens psicoterápica, medicamentosa ou ambas. Sua duração é, em geral, bem menor que a do adulto e, quanto mais cedo for tratada, menor a chance de evoluir para um transtorno crônico na vida adulta, com necessidade de tratamento para o resto da vida.


O que os pais devem fazer quando seus filhos passam a, sistematicamente, se comportarem mau?
O mau comportamento deve servir de alerta para os pais procurarem ajuda para seus filhos. O diagnóstico e tratamento precoce podem evitar a evolução do problema. Ainda, caso seja detectado que o problema da criança é “somente” uma questão educacional, a orientação de um profissional especialista na estratégia de abordagem de cada caso poupará à família um enorme desgaste no futuro.

           

Dra. Susan Mondoni é psiquiatra, especialista na área de infância e adolescência. Membro da equipe da Plenamente.
Maria Alice Fontes é mestre em psicologia e diretora da Plenamente.

2009-02-06 00:00:00

Profissionais relacionados

Assine nosso Informativo

Cadastre-se gratuitamente e receba nossos Boletins:
CRP/SP: 3605/J
R. João da Cruz Melão 443, Morumbi, SP (mapa)
© 2017. Clínica Plenamente.
O conteúdo deste site é protegido pela Lei de direitos autorais (Lei nº 9.610/1998), sendo vedada a sua reprodução, total ou parcial, a partir desta obra, por qualquer meio ou processo eletrônico, digital, ou mecânico (sistemas gráficos, microfílmicos, fotográficos, reprográficos, de fotocópia, fonográficos e de gravação, videográficos) sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais.