Página Inicial

Você tem uma boa auto estima?

Você tem uma boa auto-estima? Esta pergunta pode ser muito difícil de ser respondida por nós mesmos, entretanto, para os outros, pode parecer fácil identificar quem são as pessoas com problemas de auto-estima. Por que isso acontece? Em geral, quem tem baixa auto-estima, se encontra envolvo no sentimento vago de ser incapaz de fazer coisas e até de perceber seu próprio estado, além disso, pode ter sentimentos de inadequação, insegurança, rejeição, vergonha e tristeza. A auto-estima irá determinar, em grande parte, como vivemos e enfrentamos as situações que surgem em nossa vida.


Para entender o que é a auto-estima é preciso compreender o significado da palavra “estima”. Quando dizemos que algo ou alguém é importante e valioso para nós, nos referimos à estima que temos em relação a um objeto ou a uma pessoa. Assim, podemos entender a auto-estima como um fenômeno psicológico que implica na forma como o indivíduo dá importância e gosta de si mesmo. Isso nada tem a ver com arrogância, e sim com a maneira saudável do indivíduo se ver, se colocar no mundo e se relacionar com as pessoas, respeitando e aceitando suas próprias necessidades e até mesmo os seus erros.


Ter a auto-estima num nível adequado é importante para a saúde. A pessoa que tem uma boa auto-estima se cuida, se preocupa com sua saúde física e mental e apresenta atitudes que lhe trazem benefícios para vida. Já no campo emocional, a auto-estima favorece a pessoa a não se expor em situações que envolvam riscos psicológicos. Ter uma boa auto-estima implica na capacidade do sujeito oferecer e receber elogios e em acreditar em seu potencial para lidar com os problemas.


A pessoa com baixa auto-estima apresenta uma visão negativa de si mesma, o que favorece o surgimento de quadros depressivos. Ela também pode deixar suas próprias necessidades de lado e passar a viver segundo a expectativa dos outros. Essa busca pela aprovação alheia pode desencadear um quadro ansioso ou depressivo, já que a pessoa nunca sente que supriu uma necessidade e que portanto, está “devendo” algo. A baixa auto-estima pode também favorecer o uso de drogas. Um adolescente pode iniciar o uso de drogas porque necessita da aceitação de seu grupo, e devido a sua baixa auto-estima sente-se impedido de dizer não à pressão dos colegas, mesmo sabendo que tal atitude pode lhe trazer grandes prejuízos.


Ninguém nasce com a auto-estima boa ou ruim. Trata-se de um fenômeno psicológico cujo processo se dá durante o desenvolvimento da pessoa, principalmente durante sua infância, através da forma como lhe é dado o afeto, ou da maneira como a criança é incentivada a testar novas possibilidades e a lidar com os possíveis erros que todo processo de aprendizagem acarreta. A criança que sente que é amada e respeitada pelos seus pais aprende a ter valor por si mesma e esse processo se estende até sua vida adulta.


Muitas das queixas levadas pelas pessoas aos consultórios dos profissionais de saúde mental se devem aos problemas relacionados com a auto-estima. Os exemplos anteriormente citados são apenas alguns de uma vasta quantidade de problemas que a auto-estima inadequada pode causar. A procura por um psicólogo é de grande valia nesses casos, pois é através de um trabalho psicoterapêutico que a pessoa descobrirá seus potenciais e poderá viver sua vida de uma forma muito mais saudável, com chances reduzidas de entrar em situações que lhe ofereçam perigo.


Com todos esses exemplos, podemos concluir que a auto-estima é principalmente ter respeito por si mesmo e é uma atitude fundamental para a saúde física e mental!

Referências bibliográficas

http://www.self-esteem-nase.org

 

 

http://www.selfesteem.org

http://www.self-esteem.com

http://www.more-selfesteem.com

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

2006-12-19 00:00:00

Profissionais relacionados

  • Não existe(m) profissionais relacionados!

Temas relacionados

Assine nosso Informativo

Cadastre-se gratuitamente e receba nossos Boletins:
CRP/SP: 3605/J
R. João da Cruz Melão 443, Morumbi, SP (mapa)
© 2017. Clínica Plenamente.
O conteúdo deste site é protegido pela Lei de direitos autorais (Lei nº 9.610/1998), sendo vedada a sua reprodução, total ou parcial, a partir desta obra, por qualquer meio ou processo eletrônico, digital, ou mecânico (sistemas gráficos, microfílmicos, fotográficos, reprográficos, de fotocópia, fonográficos e de gravação, videográficos) sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais.